Tag: marketing digital

Nossa equipe ficou acordada até o final do último episódio do Master Chef e eles levantaram 3 questionamentos importantes (além de todos aqueles que você já leu sobre a ação da Tim) sobre o programa de ontem. Aqui estão eles:

1.O tal “ter produto social ao invés de colocar seu produto nas redes sociais”
Ter um produto gerador de engajamento na social mídia não significa necessariamente que ele precisa seguir a lógica de enquete ao vivo ou tweet e vote no seu favorito. O conteúdo do próprio programa pode ser uma ótima forma de torná-lo social (até na estética do tosco, explorando as suas fraquezas), contanto que gere identificação e interesse das pessoas em falarem disso, por meme, piadas, assuntos polêmicos, mensagens emotivas ou qualquer formato de conteúdo que induza a vontade de falar sobre algo.

Com 3 pessoas que não tinham o português como língua nativa, os erros de concordância, pronuncia e até os gestos por não saber como falar se tornaram um prato cheio de memes. O machão se emocionando ao falar sensibilizou todas as pessoas que já passaram por algum momento em que a emoção foi maior do que a postura mandava. A estética e direção não perfeitos deu um senso de realidade e consequentemente de identificação, muito maior  mais do que aqueles corpos torneados e siliconizados que você tem a nítida impressão que mesmo indo todos os dias na academia, nunca conseguirá alcançar. A quantidade de esmero estético do reality show é algo fora do padrão comum, portanto distante de mais da sua concepção de realidade…

2.Audiência gerando audiência.
Saber usar o mix de mídia é importante. A Band é uma emissora de TV que tem a sua audiência. Como é parte de um grupo de comunicação, ela usou rádio e diversas mídias próprias e pagas para gerar awareness, mas foi o movimento da TV gerar audiência para o Twitter, que por sua vez se identificava com o conteúdo e gerava repercussão que trouxe ainda mais audiência para a TV. Essa fórmula fez com que a “pequena” Band batesse o recorde de interatividade no Twitter durante um “evento”  da TV,  a hasgtag #MasterChefBr foi o evento de televisão mais comentado da história do Twitter no Brasil passando o último episódio da unânime novela “da Carminha”, realizado pela líder isolada de audiência e abrangência (Globo).

3.Como o esforço trouxe resultado.(e não sobre o tweet com o vencedor).

A receita:

O programa que já é um sucesso em outros lugares do mundo (leia: investir em algo que você viu dar certo lá fora e enfrentou o “mas no Brasil não vai funcionar”) + um produto com conteúdo social, abraçando as linguagens das mídias sociais + boa estratégia multimidia = líder de audiência em todos os programas da temporada, de acordo com o que foi falado por eles na transmissão de ontem (a faixa de horário ajuda? Essa é uma discussão a parte, tendo em vista que o programa também estava competindo com uma novela, produto no qual a Globo é líder isolada no mundo, que também tinha um conteúdo trabalhado sobre polêmicas).

 

Podem existir muitas discussões sobre Reality Show VS Novela, métricas de audiência, métricas de sucesso real, faixa de horário, buzz falando mal do seu produto que gera audiência, estratégias polêmicas de audiência… Mas para o pessoal de marketing que conseguiu ficar acordado até o final do programa, foi possível ver um ROI sobre mídia social prático, que tomou tempo, dedicação e muito investimento, mas que gerou em resultados reais.